Merecido! Merecido! Merecido! Merecido! Merecido! Merecido! Merecido!

“Papa-títulos”: Corinthians é hepta!

Sim, o Corinthians despencou na segunda metade do campeonato.

No entanto, o grande mérito do time de Carille“o cara” do ano no futebol brasileiro – foi o de realizar o improvável no 1º turno: com apenas um bom time nas mãos, o Timão realizou uma campanha primorosa e histórica, boa o suficiente para afetar psicologicamente os seus concorrentes diretos e garantir o caneco mesmo depois de uma indisfarçável queda de rendimento.

Vale lembrar que apenas dois times conseguiram apresentar um bom futebol na corrente edição do Brasileirão: o próprio Corinthians e também o Grêmio, do falastrão e competente Renato Gaúcho. Como o Tricolor dos Pampas abandonou a competição em prol da Libertadores (da qual é finalista), parece-me claro e evidente que o título ficou com quem deveria.

Por fim, ainda sobre merecimento, a minha dúvida apresentada AQUI foi desfeita: nem Hernanes, nem Vanderlei e sim leva o meu título de melhor jogador do Brasileirão.

Viu, Tite?!

E segue o jogo.

4 comentários em: “Merecido! Merecido! Merecido! Merecido! Merecido! Merecido! Merecido!

  1. Para mim, foi um dos melhores campeões dos pontos corridos (senão o melhor). Vou escrever sobre isso em breve, mas a não ser pela fase de desmobilização em que estava disparando à frente e via os rivais tropeçando, foi muito bem o ano inteiro. Depois que o Carille fez as tão necessárias mudanças no time, já chegou à quarta vitória seguida. Só cego para não reconhecer isso…

Deixe sua opinião e colabore na discussão