Os clubes que cuidem de seus quintais

Créditos da imagem: Antonio Lacerda / EFE

Tite convocou pela primeira vez após seu fiasco na última Copa do Mundo. Sem nomes importantes como Gabriel Jesus, Miranda e Marcelo, mas com boas novidades como Andreas Pereira, Arthur, Everton e Pedro, a surpresa negativa fica por conta das convocações de Fagner, Lucas Paquetá e Dedé, que desfalcarão seus times na importantíssima semifinal da Copa do Brasil.

É um absurdo imaginar que jogadores deste nível deixarão seus times num momento tão importante para representar a Seleção num amistoso sem graça, sem utilidade e sem cabimento contra a fraquíssima equipe de El Salvador.

Se as semis estão marcadas para dia 12, o amistoso contra 72º no ranking mundial será na véspera. Uma boa logística será fundamental para que esses jogadores cheguem a ponto de defender seus clubes.

Talvez nem dê.

Felipão disse indiretamente a Tite uma vez “cada um que cuide do seu quintal”, modo figurado de “seu problema é só seu, não meu”. Tite, ofendido na época, diz o mesmo agora, mas, claro, sua polidez e encantamento faz com que toda a imprensa se cale e o aceite como um monge tibetano.

Enquanto lá fora os clubes, que são o verdadeiro futebol jogado de nossos dias, se fortalecem além de suas seleções, aqui a CBF esmaga cada vez mais a principal fonte de sua matéria-prima.

Tite, que em 2016 assumiu a Seleção como El Salvador, já não tem mais o moral de antes. Está preocupado apenas com seus problemas, como bem indicou Felipão.

“Os clubes que cuidem de seus quintais” poderia ser o próximo lema escrito na camisa canarinha.

4 comentários em: “Os clubes que cuidem de seus quintais

Deixe sua opinião e colabore na discussão