SOS Campeonato Brasileiro

Créditos da imagem: Paulo Moreira, 1981

Ou acabamos com os campeonatos estaduais ou eles acabarão com o Campeonato Brasileiro

Todos reclamam do calendário do futebol brasileiro, mas poucos colocam o dedo na ferida.

Nosso calendário é ruim em função da existência dos campeonatos estaduais.

Isso não é uma opinião, e sim uma constatação!

Na Europa, os clubes jogam em média 60 jogos por temporada. 38 partidas do campeonato nacional, 13 (quando se chega a final) do torneio continental e mais 10 da copa nacional.

No Brasil, é da mesma forma. Então por que aqui nossos clubes jogam em média 80 jogos por temporada?

Porque aqui temos os Estaduais. Cerca de 20 jogos em média a mais. Não precisa ser muito bom em matemática para entender o único problema de nosso calendário.

E por causa deles o Brasileirão é achatado, só para que se cumpram os interesses, espúrios diga-se, das federações estaduais. Que não prestam pra mais nada!

Eu sou de uma época que ainda se considerava os estaduais tão ou mais importantes que o Brasileirão. Ainda mais aqui em São Paulo, onde havia times pequenos de enorme qualidade e relevância, até mesmo dentro de um contexto nacional.

Mas os estaduais morreram com o tempo. Os times do interior do Brasil foram se apodrecendo, e as rivalidades regionais foram se extinguindo. Além disso, houve a consolidação da televisão como maior veículo de massa nos anos 70, e isso foi aos poucos diminuindo as distancias dentro do Território Nacional, que se estreitaram definitivamente com o advento da internet.

Com o tempo, passou a não fazer mais sentido jogar um campeonato apenas com clubes do mesmo estado, pois passaram a ser criadas importantes rivalidades inter-estaduais.

A CBF melhorou o calendário nos últimos anos, e também a CONMEBOL, e não há mais competições que terminem no meio do ano. Todas as disputas estão espalhadas ao longo da temporada. E devia ser da mesma forma com o Brasileirão, que deveria começar em fevereiro.

O futebol brasileiro gasta 3 meses de seu calendário por competições estaduais falidas, tecnicamente sofríveis e que só atrapalham o nosso calendário.

Acumulo de jogos importantes em um só mês, e escalações de times reservas no maior e mais importante campeonato do País são o resultado da ainda famigerada existência dos campeonatos estaduais.

Em pensar que a maior parte da mídia esportiva nacional ainda os defende…

3 comentários em: “SOS Campeonato Brasileiro

  1. Os clubes as federações e acredito que o torcedor e ate a tv não querem o fim dos estaduais, sem contar que voce disse que existem rivalidades nacionais, mas elas nem se comparam as rivalidades regionais, penso que ao invés de seguir e copiar os europeus, devemos respeitar nossa características alimentar as rivalidades não deixar os times perderem seus status de grande, pois sem estaduais muitos deixarão de ser, temos sim que inventar maneiras de diminuir os jogos, mas porque nao fazer apenas um turno no brasileiro, porque fazer os chatissimos pontos corridos, pq não deixar a copa do Brasil no primeiro semestre, simultâneo ao estadual, dividindo a mesma quantifade denjogos no primeiro semestre com o segundo, pois até 70 jogos bem divididos é aceitável, haja vista que nem todos irão longe nos campeonatos, mas não sigo esse pensamento que desvaloriza o nosso é valoriza tudo lá fora e se for pra copiar, deveremos seguir os americanos que em tudo faturam alto e valorizam demais a igualdade dos times e principalmente play-offs finais rivalidades etc…

Deixe sua opinião e colabore na discussão