Ranking que coloca Pelé como 3º melhor da história só pode ser piada ou resultado de um pileque

Créditos da imagem: O Globo

A revista inglesa “FourFourTwo” publicou um ranking dos 100 melhores jogadores de futebol da história. É sempre arriscado se propor este tipo de tarefa. São gerações diferentes, com alcance de mídias totalmente desigual e uma avaliação que depende da vivência dos que julgam. Mesmo assim, dá para dizer que os autores do ranking queriam fazer piada ou estavam de porre. Colocar Pelé na terceira colocação, atrás de Maradona e Messi, deve chocar até mesmo muitos argentinos e espanhóis.

Pelo que vi, acho que Maradona merece estar na segunda colocação. Mas nunca acima de Pelé. Messi, então, nem se fala. A revista argumenta que o envolvimento com drogas faz com que o desempenho de Maradona seja mais marcante. E que o não reconhecimento de uma filha e o apoio a Joseph Blatter diminuem os feitos do brasileiro -mesmo classificando-o como “mais icônico” e “mais completo”.

É uma pesquisa sobre o talento demonstrado em campo ou sobre o comportamento fora dele?
Se formos analisar o que fizeram em suas carreiras, Pelé é o melhor disparado. Ganhou, entre outros títulos, três mundiais com a seleção brasileira e dois com o Santos. Maradona tem uma Copa. Messi, nenhuma.

Os admiradores de Di Stéfano, Beckenbauer e Puskás podem, com toda razão, defender suas colocações entre os três primeiros. E se a “FourFourTwo” pode colocar Messi, que não ganhou nada de importante com sua seleção, no pódio, os fãs de George Best também têm o direito de reclamar. Afinal, os britânicos costumam dizer a frase: “Maradona good. Pelé better. George Best (Maradona, bom. Pelé, melhor. George, O melhor)”.

Em sua época, Pelé e os demais craques brasileiros não podiam ver a toda hora o futebol europeu. Iam para excursões com seus clubes ou campeonatos com as seleções sem conhecerem detalhadamente seus adversários. E davam show. Ganhavam copas e mundiais.

Não passa de mais uma lista fajuta, que não deve ser levada em conta. Por isso, nem vale a pena perder tempo analisando as posições dadas aos outros 97 craques.

14 comentários em: “Ranking que coloca Pelé como 3º melhor da história só pode ser piada ou resultado de um pileque

    1. Daniel Rabello Jordão, tudo leva a crer que eles querem apenas a repercussão do fato, já que na própria descrição da lista o Pelé é tratado como icônico e maior de todos. Enfim, parece que conseguiram o que queriam… É o tal do “falem mal, mas falem de mim”…

  1. Pelé foi o melhor e o maior, tecnicamente primoroso e talvez o primeiro grande ícone mundial do futebol. Jogou muito tanto no Santos quanto na Seleção, jogou em alto nível com diversos jogadores e técnicos diferentes, além de ter ganhado tudo que podia.

    Maradona foi segundo maior, genial, não tão completo quanto Pelé e sua carreira foi abreviada pelas drogas, e isso não é virtude, como pensam os editores da revista inglesa, é vício, que o diminuiu como atleta.

    Messi é gênio, mas pra mim não é sequer o terceiro melhor de todos os tempos, está abaixo de Cruijff e de Zidane. Messi é um jogador cujo auge se deu apenas no Barcelona e no Barcelona do Pep Guardiola, e num esquema com Xavi e Iniesta em altíssimo nível. Nunca rendeu na seleção argentina, mesmo vestindo a camisa platense há mais de 10 anos, isso, ao meu ver, demonstra certa limitação do seu estilo de jogo.

  2. Concordo totalmente, Emerson Figueiredo, lista simplesmente inaceitável e que se contradiz na fundamentação dos votos.

    E outra coisa que me incomoda demais, e que é uma total inversão de valores é tentarem descredenciar o Pelé pelo que faz fora de campo. Para começar, que isso não deveria pesar, mas ainda que pesasse, só aumentaria a vantagem a favor dele! Tratar o Pelé como “mau exemplo”, quando falamos de um ex-viciado em drogas, que deu tiro em repórteres, sofreu overdose e apoiava um ditador como Fidel Castro é uma brincadeira de péssimo gosto! E mesmo na comparação com o Messi, imaginemos o que diriam se fosse o Pelé a ser condenado por fraude fiscal!

Deixe sua opinião e colabore na discussão