Vai recomeçar a Liga dos Campeões da UEFA. Quem arrisca um palpite?

Créditos da imagem: Reprodução goal.com

O novo formato em virtude da pandemia faz do torneio, normalmente complicado e pouco acessível às equipes da segunda prateleira, um certame com desfecho altamente imprevisível

Atalanta: Apresenta um futebol agradável e vistoso, tendo o melhor ataque do campeonato italiano. Possui uma elevada capacidade de contornar situações adversas, ao mesmo tempo em que deixa escapar situações favoráveis, um eventual título seria simbólico por tudo o que a cidade de Bergamo passou.

Atletico de Madrid: time instável, porém perigoso, uma vez que consegue a façanha de tomar uma remontada da forma que foi contra a Juventus na última temporada (vitória por 2 a 0 em Madrid e derrota por 3 a 0 em Turim na volta), e eliminar o Liverpool em Anfield com duas vitórias, ao passo que já possui uma filosofia de futebol consolidada e uma equipe bastante organizada, com alguns dizendo que o time joga a Libertadores na Liga dos Campeões. Uma eventual conquista o colocará no hall de gigantes europeus.

Barcelona*: Uma equipe qualificada, porém não vive o seu melhor momento, convivendo com rachas entre jogadores e comissão técnica, e jogadores e diretoria, mas o fato de ter em seu elenco atletas do nível de Lionel Messi, Luis Suarez, Antoine Griezzmann, Ter Stegen e outros, o coloca em condições de disputar o título, mas terá de passar pelo Napoli nas oitavas de final.

Bayern de Munique*: considerado o principal candidato à orelhuda, uma vez que vem de uma série de vitórias consecutivas e de conquista na Bundesliga (o oitavo título seguido na década), apresenta uma postura avassaladora, contando com a boa fase de Robert Lewandowski para conseguir um troféu que não conquista desde 2013, atropelando de forma impiedosa o Chelsea na partida de ida das oitavas de final.

Chelsea*: atual campeão da Liga Europa, passou por um processo de reformulação em seu elenco, e sob o comando de Frank Lampard, tentará um milagre em Munique, mas como futebol é regido pelas ações humanas, tudo pode acontecer.

Juventus*: atual octacampeão italiano, não vem tendo boas apresentações na temporada, apesar de liderar o campeonato com uma certa folga, entretanto, conta com Cristiano Ronaldo, que dispensa comentários, para acabar com um jejum de 24 anos na Europa, mas, para isso, terá de reverter, em casa, uma derrota de 1 a 0 contra o Lyon.

Lyon*: uma incógnita, uma vez que o surto de Covid-19 fez com que o governo francês exigisse o encerramento precoce da Ligue 1 dessa temporada, e certamente a falta de ritmo de jogo poderá prejudicar a equipe no confronto contra a Vecchia Signora.

Manchester City*: campeão de todos os títulos nacionais em 2019, conta com um elenco qualificado para ir mais longe em nível continental, e sob o comando de Pep Guardiola, apresenta um futebol bastante ofensivo e já abriu uma pequena vantagem contra o Real Madrid no Santiago Bernabéu. Uma conquista coroará o projeto iniciado em 2016.

Napoli*: frequentadora regular da Liga dos Campeões nos últimos anos, não conseguirá vaga para a próxima edição via campeonato italiano, de forma que sua única chance seria vencer a atual edição da UCL. Comandada por Gennaro Gattuso, já conquistou a Coppa Itália nessa temporada, e a crise vivida pelo Barcelona abre uma oportunidade de classificação a uma equipe aplicada taticamente.

Paris Saint Germain: da mesma forma que o Lyon, é uma incógnita devido ao término do campeonato francês, mas o fato de contar com um elenco estrelado com Neymar, Mbappé, Di Maria e Icardi o coloca como candidato ao troféu.

Real Madrid*: recordista de títulos na Champions, vive um bom momento na temporada, conquistando seu 34° título no campeonato espanhol, o segundo sob o comando de Zinedine Zidane. No torneio continental, terá uma tarefa complicada contra o Manchester City, mas o fato de ter uma camisa pesada e manter quase toda a base tricampeã da UCL entre os anos de 2016 e 2018 impede qualquer um de duvidar de uma remontada.

Red Bull Leipzig: outra sensação do torneio, vem tendo uma subida meteórica na Alemanha, colecionando boas campanhas na Bundesliga. Na UCL, despachou o vice campeão europeu Tottenham, com relativa facilidade, e nas quartas fará um jogo imprevisivel contra o Atletico de Madrid, podendo se aproveitar da instabilidade colchonera, mesmo com a ausência de Timo Werner, que se transferiu para o Chelsea após o fim do campeonato alemão.

PALPITES: Bayern de Munique, pela regularidade no torneio e pelo ótimo momento; ou Manchester City, que conta com um trabalho sólido de Pep Guardiola.

* clubes com a partida de volta das oitavas de final a ser realizada.

Deixe sua opinião e colabore na discussão