Vasco goleado é o cachorro que morde o homem

Créditos da imagem: UOL

O jornalista norte-americano Charles Anderson Dana disse certa vez que notícia é quando um homem morde um cachorro, não quando um cachorro morde um homem.

Pois o Vasco goleado é o cachorro que morde o homem.

Deixou de ser notícia, novidade.

Pela terceira vez em menos de um mês, o cruzmaltino tomou mais de três gols num mesmo jogo.

Mas não é apenas disso que estamos falando. O Vasco é goleado cotidianamente fora de campo. Com uma política arcaica, desgastante e vergonhosa, seus diretores afundam o clube, jogadores e comissão técnica, nunca blindados pelo que acontece fora de campo.

Em janeiro, quando da eleição de Campello, escrevi aqui que a vitória afundava ainda mais o Vasco na lama em que já está faz tempo.

Pois dito e feito. Quatro meses se passaram o time está numa crise profunda, sem saída e com ares de tragédia.

Na semana passada, TREZE vice-presidentes pediram demissão da diretoria do clube. Além disso, houve invasão da torcida em treino fechado, eliminação na Libertadores e zagueiro dando entrevista em mesa de bar, pior do que no futebol amador do século passado.

Improviso – Zagueiro Werley dando entrevista em uma mesa de bar de plástico

Não tem jeito, o clube, um dos maiores do Brasil, que fez frente ao Real Madrid na final do Mundial em 1998, virou chacota.

Sofre uma goleada todo dia.

E padece devido às escolhas ditatórias de um só senhor, cujo nome todos já estamos cansados de saber.

3 comentários em: “Vasco goleado é o cachorro que morde o homem

  1. Acho que nunca vi um clube apequenar tanto!!!!! Porque falam muito do Botafogo, mas este eu nunca vi muito bem mesmo!!! Mas o Vasco não, era poderoso, e virou isso!!!!!!

    E o Zé Ricardo tem que dar um jeito, não existe isso de técnico bom ficar levando goleada toda hora!!!!!!!!!

Deixe sua opinião e colabore na discussão