Corinthians soma “estrelinhas” para 2016

Créditos da imagem: Marcos Ribolli / GloboEsporte.com

A excelente atuação do Corinthians na vitória por 4 x 0 sobre o Red Bull consolida uma campanha bastante competente no Paulistão. Além disso, o time de Tite, que tem o melhor desempenho desde o começo do Campeonato, avança para as semifinais e soma “estrelinhas” de crédito para enfrentar uma temporada difícil em momento de renovação quase completa do time.

Tudo bem que os regionais já tiveram momentos mais gloriosos, quando os times grandes do país os aspiravam como sucesso máximo da temporada. Mas já se vão cerca de quarenta anos, pelo menos, que essa realidade mudou. Esses torneios hoje perderam muito do glamour, passando a ser usados para os ajustes de início de temporada. Mas se nem sempre consagram, os regionais ainda podem derrubar trabalhos que estão em seu começo.

É o caso do técnico Tite, que ainda costura o tecido de um time que foi recheado de buracos depois do ataque dos gafanhotos chineses do início do ano. E o jogo pelas quartas-de-final mostra que o Corinthians mantém suas principais características: defesa sólida, meio de campo bem armado e conjunto compacto. O time possui boas jogadas pelas laterais, em especial na direita, com o bom momento de Fagner. Elias dá o toque de qualidade na saída da bola e os meias Giovanni Augusto e Guilherme se dedicam a diminuir as saudades de Renato Augusto e Jádson – o que não é uma tarefa das mais fáceis.

O Red Bull bem que tentou apertar com uma marcação rigorosa no campo do adversário. Mas, aos poucos, o Corinthians soube se impor em campo. Guilherme tem aparecido cada vez mais, André está aprimorando seu papel de pivô e Giovanni Augusto mostra que tem talento a oferecer. A notícia ruim do jogo foi sua contusão, depois de ter aberto a goleada com um lindo gol de voleio.

Com as descidas de Fagner e os passes bem colocados de Elias, o Corinthians armou a goleada com naturalidade. André fez o segundo, Alex Mineiro marcou o terceiro e deu belo passe para Lucca anotar o quarto gol. Classificação mais que merecida para a semifinal.

O time atual deve muito em talentos individuais ao que foi campeão brasileiro em 2015, mas vai se tornando competitivo. Certamente, outros reforços virão, como Marquinhos Gabriel, mas Tite tem se virado muito bem com o que tem em mãos. Há três meses, dificilmente um corintiano seria capaz de fazer previsões muito otimistas sobre o desmantelado time. Por isso, fazer bons papéis no Paulista e na Libertadores é fundamental para ter tranquilidade, principalmente se chegar às decisões dos dois torneios, e para encarar o sempre desafiador e cansativo Brasileiro.

Tite sabe que o futebol não perdoa. Em seu atual estágio, é favorito caso haja troca de comando na Seleção Brasileira. Mas sabe também que se o Corinthians desandar a discussão passará a ser sobre os favoritos para o seu lugar no alvinegro. Por enquanto, não tem nada a temer.

10 comentários em: “Corinthians soma “estrelinhas” para 2016

  1. Concordo quase que totalmente, rs! Só discordo que o time atual deve em talentos individuais ao do Brasileirão 2015. Penso que jogadores como Guilherme, Giovanni Augusto e Luciano (que estava no ano passado mas perdeu a maior parte do campeonato) são mais talentosos do que os do ano passado.

    Sei que sou voto vencido nisso, e é evidente que devem em atuação ao que fizeram em campo os jogadores em 2015, mas acho que tendem a evoluir juntamente com o time, no que forem se sentindo mais à vontade, etc.

    Enfim, pra sintetizar: penso que o elenco deste ano não é inferior ao do ano passado 😉

  2. Pode ser. Com as “estrelinhas” que estão conquistando, terão mais tempo para mostrar valor. Até pq Renato Augusto, Jadson & cia também tiveram que vencer desconfianças.

Deixe sua opinião e colabore na discussão