Menos, Neymar, menos. Mas menos você também, Cavani

Créditos da imagem: Sports Illustrated

Como em quase todas as brigas, não há um lado totalmente certo no duelo pelas bolas paradas do PSG protagonizado por Neymar e Cavani

Que Neymar é mimado e adora dar um piti não é novidade. Dorival Júnior que o diga.

E novamente ele errou ao escancarar a sua insatisfação publicamente e assim expor o seu companheiro e o seu treinador no meio de uma partida, pelo simples fato de não concordar com quem bateria uma falta e um pênalti.

Mas convenhamos que nessa história Cavani também está se mostrando “obtuso”, para dizer o mínimo (o que para alguns é visto como “personalidade”, para mim é não ter a noção da realidade e da própria representatividade).

Penso que deveria partir do ótimo centroavante uruguaio a iniciativa de “passar o bastão” das cobranças de penalidades para o verdadeiro astro do time e único jogador do elenco capaz de conseguir mudar o PSG de patamar.

Algo similar ao que o argentino Pastore fez ao “ceder” a camisa 10 para o brasileiro por ocasião de sua contratação.

Veja, não se trata de ser submisso ou “bunda-mole”. Trata-se de reconhecimento.

O craque brasileiro (e mundial) tem sim motivos para chegar no PSG e já querer “sentar na janelinha”.

Ora, estamos falando do jogador mais caro da história do futebol, um gênio da bola.

Se me permitem uma analogia, seria mais ou menos como se o Tostão fosse contratado por um portal esportivo e nele de cara atingisse uma posição de maior visibilidade ou até substituísse alguém em alguma função. Justíssimo, não?!

De maneira que o critério da “antiguidade” deve ser observado até a página dois…

E segue o jogo.

14 comentários em: “Menos, Neymar, menos. Mas menos você também, Cavani

  1. Menos Neymar,nada…ele é o cara do time,se td começar a dar errado por lá…quem será o mais cobrado??????Neymar,no Barça é o Messi,e no Real o C.Ronaldo,a lei é essa…o Cavani tem q se ligar,e se colocar no lugar dele

  2. Meu Deus, que exagero da imprensa, de modo geral, aqui no brasil. Eu assisti ao jogo, vi o momento da cobrança. Não teve nada demais. Neymar não ficou contente, mas apenas balançou a cabeça e nada mais. Não passou disso. Ele não expos ninguém, nem Cavani e muito menos o técnico. Essa procura incessante da imprensa brasileira em achar alguma coisa pra criticar o menino é algo absurdo.

    1. Concordo totalmente, Pedro Henrique Alves! Já reparou que aqui no Brasil a “Lua de Mel” com o Neymar nunca pode durar mais do que seis meses? Sempre dão um jeito de inventar algum problema para mostrar “o quanto ele é mimado, deslumbrado e desrespeitoso”.

      O curioso é que não me lembro nunca de ter ouvido algum companheiro reclamando dele, falando “aquele lá é estrelinha” ou algo do tipo…

  3. Discordo da coluna no que tange ao que gerou a cizânia: cobranças de pênalti, possivelmente o pior fundamento de Neymar. Fosse eu o treinador, escolheria Cavani. Outra coisa: tanto Messi quanto Cristiano Ronaldo não chegaram simplesmente sentando na janelinha. O argentino foi coadjuvante de Ronaldinho, inclusive tendo que correr atrás de lateral, como Neymar tinha que fazer no Barça. O gajo também teve que ralar como winger até atingir as marcas que o credenciaram a ser, já no United, o principal atacante. Neymar traz muitas preocupações quanto a sua parte mental ao ser elevado a número 1. Vide o papelão na Copa América de 2015, semanas depois de ser o artilheiro da Champions League, porém com Messi sendo o craque da competição. Mesmo neste ano, após ser o grande herói da remontada contra o PSG (uma das raras vezes em que ofuscou Messi), pouco depois veio a ser expulso de modo infantil. Para ser aspirante a melhor do planeta, Neymar precisa entender a diferença entre ser uma estrela e ser uma vedete. E o PSG também deve estar ciente de que precisa controlar tanto este vedetismo quanto a iminente panelinha de brasileiros, ou veremos mais um campeão de véspera dar vexame.

    1. Gustavo,

      Ambos são bons batedores, embora o uruguaio seja mesmo superior nesse quesito.

      Quanto a Messi e Cristiano Ronaldo terem ralado para chegarem até o topo, isso lá atrás, né?! No início de suas carreiras.

      Ou você acha que hoje qualquer um deles não chegaria “sentando na janelinha” em qualquer clube que fossem?

      O Neymar também um dia foi reserva do Madson e do Roni (ex-Flu!) no Santos. Em sua estreia, ele substituiu o colombiano Molina, em 2009, e somente aos poucos foi virando a estrela que hoje o mundo inteiro conhece.

      Acho que esses 3 aí merecem um tratamento diferenciado por tudo que jogam e representam.

      Mas isso não dá o direito de fazerem o que bem entendem, como coloquei no texto.

      O Neymar tb errou no episódio.

      Valeu, abraços.

      1. Não vejo Neymar no mesmo patamar destes dois colossos do futebol. Não fez, ainda, algo que o credencie a sentar na janelinha. Como em outras contratações, o PSG o trouxe pelo que acredita que será, não pelo que já é.

        Pode ser que Neymar corresponda e o que hoje é rivalidade de dois se torne uma tríade. Mas ele não é o único que pode almejar tal posto, embora seja o favorito a tanto. A maior desvantagem para ambos é justamente a noção que Messi e Cristiano têm ao não confundirem ser estrelas com ser vedetes. Por tudo o que já fizeram, impõem-se com um simples olhar. Para os demais boleiros, por mais que público e parte da mídia pensem diferente, Neymar olhando ainda não traz a mesma sensação de ordem.

        Pessoalmente, vejo Neymar como uma bomba relógio sendo o número 1 de uma equipe. Com 25 anos, já deveria estar mais maduro. Não ficarei surpreso se, quando for questionado, reagirá como os outros dois. Também não ajuda a panelinha brasileira que se forma no PSG. Vejo conturbações no ambiente por aí.

        1. Corrigindo: não ficarei surpreso se, quando for questionado, não reagir como os outros dois e se perder em brigas bobas.

  4. Porque menos Cavani? O cara era o batedor do time, chegou no time faz anos.. é o centroavante e o goleador, tem fome de gol e precisa ter essa fome de gol.. Neymar chegou agora, não tem nada de ser o astro a bater pênalti, ninguém é obrigado a ser bonzinho como o Messi era no barça que deixava Suarez e Neymar baterem penaltis e desperdicar uma enormidade de oportunidades.. vale lembrar que neymar é um dos piores batedores de pênalti na Europa e pelo Barcelona em 16 cobranças, errou seis! Não é o melhor jogador, o astro que deve bater, mas aquele que é mais apto no quesito e Cavani tem um aproveitamento muito melhor..

  5. Não gosto de endeusar jogador algum, nem messi, nem critiano ronaldo, mas no PSG o Neymar tem o mesmo status e patamar desses dois, lembrando que falta ao PSG algo a mais, que o PSG e menor que os dois gigantes da espanha, e que falta ao neymar o titulo de melhor do mundo, porem o neymar esta para o PSG igual a CR7 e Messi estão para Real e Barça, e quem disse anteriomente que o Neymar ainda tem que sofrer que buscar espaço, nem deveria escrever aqui,o Neymar foi o jogador mais caro da historia, ja conquistou seu espaço no Barça, seleção e Santos, ganhou titulos em todos, e se comparar idade e desempenho, o neymar nao deve nada a esses dois, Cavani tem que se por no lugar dele, neymar so saiu do barça pois ele e messi ja nao cabiam mais juntos no mesmo time, alem claro da grana, mas menosprezar o tamanho do neymar e injusto, ele tem muitos defeitos e da pra explora-los na hora de critica-lo, mas nunca diminui-lo

Deixe sua opinião e colabore na discussão