Está difícil não reconhecer o grande trabalho realizado por Sampaoli

Créditos da imagem: Ivan Storti/Santos FC

Três dos melhores jogadores do Santos nos últimos anos foram contratados por rivais nacionais

Lucas Lima, Gabigol e Bruno Henrique saíram do combalido financeiramente Santos e chegaram com pompa de grandes contratações no Palmeiras (o primeiro) e no Flamengo (os dois últimos).

De maneira que o Santos perdeu “jogadores prontos”, que eram realidade no clube, e teve de -mais uma vez- começar um novo time.

Importante ressaltar que a venda de Rodrygo ao Real Madrid proporcionou uma injeção na capacidade de investimento do clube, o qual, como já escrevi em outras oportunidades, conseguiu sim formar um bom elenco em nível nacional (vide alguns importantes nomes que figuram entre os suplentes como Vanderlei, Aguilar, Felipe Jonathan, Jean Mota, Cueva, Marinho e Uribe).

E é aí que começa a aparecer a figura de Sampaoli. Além de chocar positivamente pela capacidade de, em poucos meses, ter conseguido dar a sua cara para a equipe, o treinador argentino tem o mérito de ter buscado peças que se complementam.

Veja que o Santos conseguiu atingir um estágio em que não importa muito quem vai a campo, vez que a metodologia foi bem implementada e absorvida pelo grupo de jogadores.

Ninguém mais se lembra, por exemplo, do promissor Jean Lucas (volante que veio do Flamengo e foi vendido no último mês para o exterior).

Outro fator é a tal “inquietude” do comandante santista. Não apenas aquela óbvia, à beira do gramado. Refiro-me à necessidade que ele tem de, a todo momento, aperfeiçoar o seu trabalho -seja “experimentando” o time (algo que, por vezes, acaba sendo exagerado), seja clamando por novos reforços, seja passando -veja só!- recados de auto-estima para a torcida do Santos, enaltecendo o clube e a cidade…

Com Sampaoli, não há espaço para a tal “zona de conforto”. E em tempos de futebol parelho, com jogadores dos “clubes grandes” com nível muito parecido, isso faz diferença.

Por essas e outras reitero que Sampaoli é o grande nome do futebol brasileiro em 2019. Levir Culpi gostando ou não.

E segue o jogo.

Leia também: 

Sampaooooolé

Deixe sua opinião e colabore na discussão