Nunca antes na história da Libertadores…

Créditos da imagem: UOL Esporte

As duas maiores torcidas do Brasil estarão literalmente em campo nesta quarta-feira para tentar escrever uma história que em livro nenhum é possível encontrar

Corinthians e Flamengo enfrentam respectivamente Colo-Colo e Cruzeiro para tentarem enfim avançar às quartas de final da Libertadores, fato extremamente raro na história dos dois gigantes brasileiros.

O Timão, campeão de quatro Campeonatos Brasileiros nos últimos 14 anos, passou para as quartas apenas uma vez nesse século, exatamente quando foi campeão. Em outras cinco oportunidades, caiu em casa depois de ter perdido ou empatado fora, e numa outra bastante lamentável, sequer entrou na fase de grupos após perder para o desconhecido Tolima na Pré-Libertadores.

Coincidentemente, nesta década, o Corinthians jamais fez um gol fora de casa pelas oitavas de final da competição, o que sempre dificultou – e muito – a busca pela vitória e pela classificação dentro de casa. Até quando foi campeão, ficou no 0 a 0 contra o Emelec, no Equador.

Nesta quarta, busca pela primeira virada na competição.

Já o Flamengo, sequer costuma passar para as oitavas de final da Libertadores. No entanto, quando passa, ao menos costuma alcançar as quartas, como foi em 2010, exatamente contra o Corinthians.

A diferença daquele confronto é que, ao contrário de agora, o Mengão venceu o primeiro jogo em casa e podia perder até por um gol de diferença (desde que balançasse as redes) no Pacaembu.

Agora, não apenas entra em desvantagem como também joga fora de casa, fato que torna a situação da equipe bastante desfavorável.

Em suma, tanto Corinthians quanto Flamengo terão que escrever um capítulo completamente novo nesta quarta-feira se quiserem seguir sonhando com o título da Libertadores.

Se não é impossível, certamente fácil não é, haja vista que o futebol que tem apresentado principalmente o Timão, muito mal montado, e o Cruzeiro, adversário do Flamengo, que costuma jogar em alto nível e poucas vezes perde em casa, dificultará ao máximo a remontada nesta fase da competição.

Será teste para cardíaco, como diria esse mesmo que você pensou.

Deixe sua opinião e colabore na discussão