Sobre o São Paulo: “Todo otimista é um mal-informado”

Créditos da imagem: Portal Terra

No dia 5 de julho, postei a seguinte opinião nas minhas redes sociais:

“Agora com Dorival, o São Paulo deve entrar no bolo dos que brigam pela Libertadores. Nem o time e nem a pontuação são tão feios assim como estão vendendo por aí. A ver”.

Hoje, passados o empate em casa contra o lanterna Atlético Goianiense e a derrota que ressuscitou a Chapecoense na competição, valendo-me da célebre frase do saudoso Paulo Francis (que deu título a estas linhas), concluo que muito provavelmente eu esteja mal-informado sobre os acontecimentos nos bastidores do Tricolor.

Embora muitos erros administrativos sejam evidentes (como o “feirão” de jogadores promovido no meio da temporada e outros tantos), confesso que este cenário de quase desespero surpreende, já que o time possui alguns bons valores no elenco, este, que se não é bom – e não é mesmo -, certamente não é um dos quatro piores do campeonato.

Parte das respostas talvez possam ser encontradas AQUI, na contundente coluna gentilmente escrita pelo amigo Gustavo Fernandes para o No Ângulo, publicada três dias depois do meu post.

De toda sorte, o que por mim era tratado apenas como um “flerte passageiro” com a Série B vai se transformando em um indesejado namoro para o São Paulo.

Sempre com a ressalva de que ainda há muito campeonato pela frente e de que no futebol tudo pode mudar muito rapidamente.

E segue o jogo.

4 comentários em: “Sobre o São Paulo: “Todo otimista é um mal-informado”

  1. Ainda não consigo imaginar o São Paulo caindo, mas o clube não tá acostumando a ter que lutar contra isso, e neste ano parece que vai precisar de luta e união pra se safar!!!!!!!!!!!!

Deixe sua opinião e colabore na discussão