Sobre os elogios excessivos aos laterais da Seleção Brasileira

Créditos da imagem: Portal Terra

Marcelo e Daniel Alves são ótimos laterais. E merecem o status de CRAQUES.

Apesar de não serem exímios marcadores, compensam com uma qualidade absurda no apoio.

No entanto, com todo respeito às mais diversas opiniões, percebo muitas vezes elogios excessivos da galera mais jovem.

Eu vi Nelinho, Leandro, e Jorginho na lateral direita. Para o MEU gosto, todos superiores ao Daniel Alves.

Eu vi Marinho Chagas, Marco Antônio, Branco, Júnior e Roberto Carlos. Para o MEU gosto, todos superiores a Marcelo.

Citei acima apenas os laterais que VI atuar.

Quem os viu, entende o que digo. Quem não viu, pode me chamar de saudosista.

E um detalhe importante: Todos esses laterais, citados acima, atuavam em EQUIPES FORTES. Não jogavam em SELEÇÕES MULTINACIONAIS (como as atuais milionárias equipes europeias).

Sem dúvida, Marcelo e Daniel também estão na lista dos melhores, já que são mesmo muito talentosos. No entanto, contudo, todavia, mas, porém…Não são os melhores laterais que tivemos. Nem se ganharem o Hexa serão.

Notadamente, essa opinião parte de dois grupos. Aquele que analisa e pensa o futebol puramente a partir de dados estatísticos. O outro é daqueles que imaginam que o futebol começou a partir do dia em que nasceram.

Aliás, ontem na derrota do PSG frente ao MADRID, o primeiro gol merengue saiu após erro de passe de Daniel na saída de jogo. O lateral direito brasileiro não só deixou um buraco exposto no setor, como (erro mais grave!) chegou atrasado e lento no fechamento da marcação ao adversário.

Apesar da grande qualidade técnica que ambos possuem, Tite precisa estar atento. Certamente, as seleções mais fortes vão tentar explorar os espaços deixados quando nossos laterais apoiarem.

A Copa da Rússia se aproxima. Que Tite tenha muito bem ajustados seus sistemas de marcação e cobertura. O que, aliás, o treinador brasileiro sempre soube fazer muito bem.

12 comentários em: “Sobre os elogios excessivos aos laterais da Seleção Brasileira

  1. Claudio, sou mais antigo que vc. Vi Carlos Alberto, Marco Antonio e outros. Acho que as laterais são parte das posições mais consistentes do futebol brasileiro. Quase sempre, temos bons jogadores.
    Em 70, Carlos Alberto descia com desenvoltura. Fez até o quarto gol da final contra a Itália. Por outro lado, Marco Antonio, um lateral clássico, cracaço, saiu do time para dar lugar ao comedido Everaldo. Zagallo não quis correr riscos nos dois lados do time -dizem que o pedido para a mudança foi feito por Gerson e Pelé.
    Mas hoje os laterais têm um papel fundamental nas jogadas de ataque. Tite usou no Corinthians, com Fábio Santos, Uendel e Fagner, jogadas ensaiadas que repete com Daniel e Marcelo.
    Para isso, vc tem Casemiro e Renato Augusto.
    Concordo com suas preocupações. Mas acho que, mesmo que superestimados, os laterais brasileiros fazem a melhor dupla entre as seleções que irão à Copa. Podemos correr riscos, mas se o esquema não falhar o perigo maior será para os adversários.

  2. Os dois são bons.
    O negócio é que são uns pipocas na seleção.
    Na última Copa o “melhor lateral direito do mundo”, começou jogando, mal é claro, e acabou no banco pro Maicon, que não é exemplo de técnica.
    Marcelo é mais consistente, mas contra uma equipe melhor, pode dar sofrimento por conta da deficiência defensiva.

  3. Fácil, Roberto Carlos foi o melhor L.E da seleção e o próprio declarou que Marcelo é mais habilidoso, têm tudo para ser lembrado como um dos grandes, já o Dani Alves nunca gostei do futebol dele, porém é melhor que Fagner então vai ele mesmo

  4. O futebol de hj não precisa de laterais exímios marcadores os laterais de hj estão mais habilidosos e com a pontaria afiada Marcelo e um exemplo de ótimo ou excelente passe. Cada lançamento cr7 fica na cara do gol. Sem contar q tá sempre fazendo os gols dele também na minha opinião sao os melhores da posição na atualidade.

  5. Povo falando em Júnior Capacete, Marco Antônio, Carlos Alberto e ninguém até agora se pronunciou sobre o mito Cafu que além de ter um início difícil no futebol era grande jogador e teve uma carreira vitoriosa

  6. A versatilidade dos laterais é fundamental . Marcelo e Daniel Alves são postulantes a craques , teram oportunidade de mostrar isso em 2018. Definição de craque pelo excepcional jornalista Armando Nogueira “craque é o jogador que em 10 partidas desequilibra 9 “. Concordo com ele . Bom dia

Deixe sua opinião e colabore na discussão