W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Criatividade na crise – Por mais trocas no futebol brasileiro

Processed with Moldiv

Créditos da imagem: Montagem/No Ângulo

Antes que os patrulheiros de plantão – a minoria, ainda bem! – tentem desqualificar a minha opinião, já adianto que não encaro a ideia que expressarei nas próximas linhas como a salvação do futebol brasileiro. Sei que o buraco é muito mais embaixo. E envolve muitos interesses. De gigantes, inclusive.

No entanto, gosto de pensar (talvez de maneira ingênua), que estou cumprindo o meu papel enquanto analista crítico ao propor iniciativas que visam melhorar o nosso futebol.

Claro, é inegável a importância de investigar, flagrar e evidenciar tudo de mau que acontece, mas não menos importante é tentar demonstrar caminhos e alternativas para que possamos vislumbrar um futuro melhor para o esporte que é um patrimônio nacional, verdadeiramente um símbolo do país. Sob pena de nos tornarmos amargos e descrentes. Comportamento recorrente aliás, principalmente em tempos de crise.

Bom, o noticiário esportivo em 2015 tem sido marcado pela má situação financeira atual dos grandes clubes – a título de exemplo, os gigantes Corinthians, Santos e São Paulo chegaram a atrasar suas folhas de pagamento em algum momento da temporada -, o que me leva a pensar quão absurdo soa um clube nessas condições pensar em fazer alguma contratação de jogador. Algo bizarro, que desafia a lógica. E que não tem como dar certo, já que essa prática irresponsável inviabiliza o futebol.

Atualmente, estamos testemunhando mais um caso emblemático deste tipo de (má) gestão financeira: será que é viável o Fluminense gastar cerca de dois milhões de reais apenas com dois atletas – Ronaldinho Gaúcho e Fred? Menos mal que o primeiro acaba de pedir a rescisão contratual e está fora do clube! No entanto, o versátil (mas caríssimo) Cícero retornou de empréstimo do Oriente Médio e virou mais um problema a ser administrado! Assim, é óbvio que a corda vai estourar. Não há quem aguente, pelo menos não no futebol brasileiro em seu estágio atual.

Refletindo sobre o assunto, concluí que a CRIATIVIDADE será fundamental para que os nossos clubes passem a ter uma administração mais sustentável. E lembrei de um fato ocorrido no já distante ano de 1998, quando Santos e Flamengo fizeram uma troca de atletas que acabou sendo muito feliz para ambos. Caio (à época sem o “Ribeiro”) e Marcos Assunção, então jogadores do Santos, foram para a equipe carioca em troca de Athirson e Lúcio (que um dia Pelé chamou de estrela mais brilhante da constelação do Goiás, clube que o revelou, e que passaria a ser conhecido como “Lúcio Bala”). E os quatro se saíram muito bem. A negociação acabou se mostrando benéfica a todos os envolvidos. Sabe aquele papo de que um negócio só é bom quando é bom para todos? Pois é, foi assim no caso em questão.

Nunca entendi a razão desse tipo de negociação – envolvendo a troca pura e simples de jogadores – não ser mais frequente. Será pela rivalidade? Pelo temor de oferecer um negócio e este não ser aceito? Medo de depreciar os próprios atletas? Ou seria pela (falta de) confiança dos nossos dirigentes uns nos outros? É muito amadorismo. Faltam gestão e visão. A rivalidade é diferente do fanatismo. Este cega. E emburrece.

Recentemente, Alexandre Pato e Jadson foram os protagonistas de uma surpreendente negociação entre os arquirrivais Corinthians e São Paulo. Em que pese a contratação de Pato pelo Corinthians, pelos valores envolvidos, ter sido uma aberração e a negociação com o São Paulo não poder ser considerada a ideal (afinal, pagar metade do salário de um atleta para que reforce o rival – convenhamos – não é dos melhores negócios), o Corinthians conseguiu diminuir o seu custo mensal e ver o seu atleta ser valorizado pelo adversário. Já o São Paulo, por sua vez, contratou Paulo Henrique Ganso, uma estrela que ao menos em tese viria para ser “o” jogador do meio de campo tricolor, e – sem entrar no mérito se ele “vingou” ou não – a presença de Jadson poderia ser um estorvo para ambos. Além do fato de o hoje maestro corintiano também não ser um atleta barato para figurar entre os reservas. Logo, com boa vontade, conclui-se que o negócio pode ter sido bom para as quatro partes – clubes e atletas.

Por falar em Corinthians e São Paulo, será que os seus respectivos torcedores aprovariam (já pensando na próxima temporada) uma troca simples de Alexandre Pato (vinculado ao clube de Parque São Jorge mas muito identificado com o do Morumbi) por Alan Kardec e Wesley? Será? Penso tratar-se de um negócio potencialmente muito bom.

Na mesma linha, empréstimo de jogadores “encostados”, com o preço do passe fixado, pode ser interessante. Veja o caso de Thiago Ribeiro. Reserva de Robinho no Santos, o agora jogador do Atlético-MG tem sido um dos destaques ofensivos do Galo e poderá, no fim do ano, render um bom dinheiro à equipe “dona” de seus direitos federativos. Ou, ainda, ser reintegrado ao elenco plenamente recuperado e mais confiante. Assim também fez o Palmeiras com Leandro, que tem boas chances de recuperar o seu bom futebol agora no Santos, para onde foi emprestado até o fim do ano.

Enfim, o céu é o limite para transações como essas. Em muitos casos, não há nada mais moderno do que aprender com o passado: já na década de 1970 ficou para a história o lendário “troca-troca” no futebol carioca, implantando por Francisco Horta, ex-presidente do Fluminense, que agitou os grandes do Rio e envolvia até mesmo craques de seleção.

Mais criatividade, a mesma rivalidade e menos fanatismo. O futebol agradece.

E segue o jogo.

 

*Texto atualizado em 29/09/2015

Vasco e Celso Roth: quando demitir o treinador não seria um erro
Não culpemos os técnicos estrangeiros. Mas que também não aliviemos

Escrito por:

- possui 244 artigos no No Ângulo.

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.


Entre em contato com o Autor

148 respostas para “Criatividade na crise – Por mais trocas no futebol brasileiro”

  1. Caio Bellandi disse:

    O exemplo foi ótimo. Athirson voltou maduro, e acabou se tornando marcante para o clube.

    Lucio não foi o que se esperava. Enquanto isso, Marcos Assunção teve curta, mas boa passagem e Caio Ribeiro foi o “xodó” rubro-negro.

  2. Caio Bellandi disse:

    Mas acho que o temor de se dar mal, e o rival se dar bem, acaba inviabilizando esse tipo de negócio.

    Mas realmente, pode ser ótima saída.

  3. Dim Araujo disse:

    Como torcedor são Paulino não aprovo essa troca

  4. Nem brinca chega d burrice dessa diretoria….

  5. Weslley Souza disse:

    Wesley pelo Pato pode ser, mais Kardec não, e muito menos os dois kkkk

  6. Kevin Klayr disse:

    Poow troca Reinaldo, Edson Silva, Lucão ai o Corinthians fica feliz com tanto defensor

  7. Sea alan ae nen serve pra limpa a xuteira do pato clk

  8. Por mim tá trocado

  9. Não queremos esses bostas kkkk

  10. Ruan Carlos disse:

    luis fabiano e wesley bem melhor

  11. Antal Harter disse:

    Que troca mais absurda! Trocar o Pato que agora voltou a jogar bola e que muitos pedem mais uma chance na seleção pelo Wesley que não joga nada desde que saiu do Santos e pelo Alan Kardech que não estava bem quando se machucou e nem voltou a jogar? O São Paulo não tem nenhum jogador que possa interessar ao Corithians no momento. Seria melhor propor a troca do Pato com o Palmeiras que tem o Gabriel Jesus e o Lucas Barrios, ou com o Santos que tem o Lucas Lima, o Thiago Mendes, etc.

  12. Danilo Cigano disse:

    Só si o Corinthians tiver louco só vende o jogador nada trocar por porcarias

  13. Alex Santana disse:

    Pato na libertadores de 2016 pro timao !

  14. Carlos Lenard disse:

    Os gamba pode rir pode chora mais que pato e tricolor pode confirma

  15. Fábio Leão disse:

    Tah doido é, manda o Reinaldo no Lugar do Kardec.,… Kardec pode sair não!!!

  16. São Paulo tem que arrumar um jeito de comprar o Pato, pq ai no ano que vem a dupla de ataque titular será Pato e Kardec

  17. Rapha Jesus disse:

    Troca Wesley e Reinaldo pelo Pato.

  18. Danilo Lima disse:

    nenhum dos 3 presta! Vende a pata logo

  19. Solano Magno disse:

    Rennan Nascimento

  20. Só compensa se pegar o Michel bastos… e mais uma volta.

  21. Wesley e palhaçada, temos ralf, Cristian, Bruno Henrique e maciel vai pegar esse lixo para que sem contar q ainda temos Elias

  22. Renan Reis disse:

    Pato,Wesley e Alan Kardec bem,Mais bem longe do Timão… O Pato só joga aonde não tem pressão, No Corinthians tem…..Vendi o Pato para o São Paulo,Ah os Bambis não tem $$$

  23. E pró são Paulo e uma boa em eu dou saopaulino

  24. Ai Renan Rebequi Rodrigues

  25. Davi Virginio disse:

    Nem ferrando manda o Reinaldo e Wesley para eles

  26. Gian Wilian disse:

    pato vai pro boca junior e tevez vem pro corinthians ja que o clube argentino esta nos devendos

  27. Caio Avila disse:

    Uai a direção do corinthians ate vacila mais burro eles nao sao n uai fazer a troca por imprestimo o pato tem so mais um ano de contrato ae empresta depois devolve os dois pros bambis e fica sem o pato tu é um brincalhão tem é q vender o pato ou trazer de volta e encosta ele no time mesmo

  28. Nao quero nenhum dos tres no corinthians 3 merdas

  29. Nao, no reinaldo e no edson silva

  30. Nenhum jogador do SP interessa o Corinthians, nem o mais caro que deve ser o Ganso não joga no lugar de ninguém no meio campo do Corinthians

  31. 3 bosta…a grande duvida e… qual e menos bosta ??

  32. So palmeirense mais o pato é mt falso n da pra confiar pra mim ele volta pro corinthians pq vai ta cm tite ele só saiu por causa do mano menezes

  33. Fora wesley esse cara nunca deveria ter vindo pra o São Paulo eta bicho ruim volta pra o palmeiras desgraça

  34. Melhor troca que seria pato por tevez se não for assim vende pra fora

  35. Alan Kardec até vai, mas esse Wesley é uma maleita!

  36. Alan kardec não…
    Wesley reinaldo e lyanco

  37. Nenhum….. deixa do jeito q tah

  38. raimundo disse:

    só corrigindo o equívoco, o marcos assunçao em 98 estava no flamengo e foi pro santos no mesmo ano.

  39. Agora todo mundo quer jogar no corinthians vende ele e compra balotelli

  40. Ah tá kkkkkkk grande piada

  41. Sai daqui ou se quiser o Alexandre merda vai ter q pagar!

  42. Leva o love de brinde aquela porcaria.. O jogador ruim da pega

  43. Praga de palmeirense eh assim mesmo kkkk

  44. O Alan Karde pode até ser, agora essa praga do Wesley e Alexandre Pato só iriam fuder pq não aguentam jogar sob pressão. Eles só jogam em companhia de meninas, como na galera bambi. No timão só iam atrapalhar!

  45. trocar merda por bosta? se quiser e 10 milhoes de euros, nesse merda ai, ou então empresta para o bragantino.

  46. O West pode ir Alan kardec nem pensar

  47. Manda Wesley de graça para os gambás kkk
    Eu ainda apoio pagar um ano do salário dele pra ir jogar nos gambá,… e sonho deles ter o Kardec

  48. Tem que mandar esse Wesley jogar no time do Diabo. Cara ruim do inferno kkkkkkkkk

  49. Felipe Couto disse:

    Vende o pato, e Wesley e Kardec bem longe do timão

  50. Só que desses três prefiro o Kardec bem mais centroavante do que Vágner love

  51. Douglas Alves disse:

    Alan Kardec faz mais gol que o pato mais pato ta joguando muito.

  52. O pato vai ficar no dão Paulo.
    A galinhas já paga o salário dele agora só falta meter gol nesse time de bandidos

  53. Markus Novaes disse:

    Wesley não. Só serve pra arrumar confusão no decorrer dos jogos.

  54. Troca troca ? Vesh kkkk

  55. Cido Onça disse:

    Nem um serve para o timão

  56. Wesley lixo ruim demais sem raca…

  57. Sávio Iglesias De Carvalho e Arthiê Prado pode isto Arnaldo???

  58. Que esse bosta fique no SP, vendo pela metade do preço.

  59. Não precisa do Wesley

  60. Wesley?esse perna de pau n tem futebol nem pra ficar no banco do time do meu bairro

  61. Kkkkkkkk TNC eles não querem… Manda o Michel Bastos e um outro Lucão.

  62. Pq não Wesley , Luiz Fabiano ,Renaldo , Edson Silva por pato e deixa Alan Kardec diretoria burra

  63. ta doido e kardec foda luispipoca e uma merda

  64. e uma falta de respeito kardec muito bom essa diretoria tao tudo xarope fazendo bestera o cara vai pra la e ainda vai fazer gol no tricolor

  65. O timão ta perdendo tempo trocar ele pôr Alan cardk e o Carlinhos ou o Thiago mendes

  66. Sao Paulo trocou Jadson pelo pato kkk

    agora o Pato vai voltar pro Corinthians

    e Pato e Jadson vao ser do Corinthians kk

  67. pode ficar tudo no são paulo.. são paulo é acostumado a pegar o resto… ou conseguir jogador na maracutaia ..

  68. N n n alan kardec n ele joga pakas dexa ele se recupera ,manda o Wesley e o edson silva

  69. O problema é que o investimento não rendeu nada kkkkkk o caminho do pato é fora do país mesmo

  70. Erick Novaes disse:

    Wesley, Reinaldo, Edson Silva, Luiz São Caetano e Wilder…. Todos esses e mais uns euros…pelo pato…Kardec jamais!!!

  71. Ixiiiii troca troca tinha que ser no são Paulo mesmo….


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano é especialista em política urbana. Com formação em gestão do esporte, também encara apaixonadamente o futebol como fenômeno cultural.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados