Saldão de vagas: G9 à vista no Brasileirão

Créditos da imagem: Montagem / No Ângulo

Tem se tornado cada vez mais palpável a ideia de quase metade dos times do Campeonato Brasileiro jogarem a Libertadores do ano que vem.

Com seis vagas garantidas para a competição continental, com a final da Copa do Brasil definida com times da parte de cima da tabela, com um time certo na final da edição deste ano e com possível final entre brasileiros na Sul-americana, o Brasil está com a real possibilidade de ter nove times na principal competição de clubes do continente americano.

Basicamente, quase todo mundo pode sonhar. Hoje, o Cruzeiro, recém-eliminado da Copa do Brasil e o primeiro time fora da zona de rebaixamento, está a apenas oito pontos do nono colocado. É claro que uma série de resultados precisa acontecer, mas é ponderável que um clube considere brigar sempre para se manter na primeira página da tabela com a possibilidade de beliscar uma vaga na fase inicial da competição.

Este ponto também é importante para times que não vivem uma boa fase, como o São Paulo, já que hoje o clube está a apenas um pontos do primeiro time fora do G6, mas a cinco do primeiro fora do G9, o que representa um respiro, obviamente.

Vale ressaltar que em nenhum outro lugar do mundo um campeonato nacional cede tantas vagas e que isso pode cooperar para diminuir o nível técnico da competição continental. E, como uma faca de dois gumes, será possível, no final do ano, vermos times comemorando classificação quase que inédita na Libertadores, mas também poderemos ver time grande em crise por não ter conseguido beliscar nem mesmo uma de tantas possíveis vagas.

Bom para a segurança de quem está entre os primeiros, alentador para quem está entre os últimos. Já vivemos a expectativa de um saldão de vagas para a Libertadores 2020.

Deixe sua opinião e colabore na discussão