Modelo de jogo do Santos à prova contra o embalado Flamengo

Créditos da imagem: goal.com

Os desfalques infernizam a vida do técnico do Santos, Dorival Júnior.

Não bastasse ter três jogadores convocados para as Olimpíadas, eis que seus outros dois atletas selecionáveis – Lucas Lima e Ricardo Oliveira – estão fora por contusão. Soma-se a isso, o fato de seus dirigentes terem vendido o mando de campo e o adversário vir embalado, o cenário é dos piores para o Peixe.

Desde que perdeu seus atletas principais, seja por convocação ou contusão, o time de Dorival conseguiu superar os obstáculos. Venceu o confronto contra o Gama, pela Copa do Brasil, e ganhou de Vitória, fora de casa e Cruzeiro na Vila.

É uma vitória pessoal de Dorival, o modelo de jogo assimilado, são mais de doze meses de trabalho que estão dando resultado.

Do outro lado vem o Flamengo, muito investimento, jogadores caros, mas que não consegue um trabalho em longo prazo.

Zé Ricardo assumiu o trabalho ruim deixado por Muricy. Mesmo em pouco tempo, os resultados estão chegando, a ascensão é visível. O time está mais solto e até o contestado Paolo Guerrero melhorou.

O Flamengo está montando o time durante o torneio, isso joga contra, mas o momento é bom e, jogando em campo “neutro”, é favorito contra o Santos.

Leia também:

Com Copete, Yuri e possivelmente Alex, Santos deve continuar no topo do Brasileirão (apesar dos desfalques “olímpicos”);

Santos, CBF, e o jogo de interesses do futebol brasileiro;

Santos x Flamengo na Arena Pantanal?;

Flamengo contrata Damião e, agora, Diego. E a austeridade financeira, como fica?;

Dorival Júnior e a dura sina de um treinador de futebol no Brasil.

12 comentários em: “Modelo de jogo do Santos à prova contra o embalado Flamengo

Deixe sua opinião e colabore na discussão