A estratégia do ponto-a-ponto: o Corinthians pode jogar com a vantagem debaixo dos braços

Créditos da imagem: ESPN Brasil

O Corinthians alcançou mais um jogo sem vitória. Ao mesmo tempo, no entanto, seguiu por mais uma rodada na liderança, ainda a distantes oito pontos do vice-líder, que deixou de ser o Grêmio desde a rodada retrasada.

O Timão da segunda metade do campeonato não é nem sombra daquele que alcançou o título de melhor clube da era dos pontos corridos em um só turno. Entretanto, a equipe tem sabido usar como ninguém a enorme vantagem construída na primeira parte.

Todo mundo sabe que a fórmula para se conquistar um campeonato de pontos corridos é ganhar em casa e empatar fora. Nos últimos três jogos, foi exatamente isso o que o clube fez. Vitória em casa contra o Vasco e empates fora contra Cruzeiro e São Paulo.

Com a grande vantagem, somar um ponto fora de casa é ótimo, pois no final fará toda a diferença.

Nos próximos três jogos, o time tem pela frente Coritiba em casa, Bahia fora e Grêmio em casa. Seguindo a lógica, fará sete pontos e ficará a pelo menos ainda seis pontos do vice-líder (isso se o Santos passar pelos adversários com 100% de aproveitamento).

A vantagem ainda é tão boa que, em 36 pontos restantes, mesmo que o clube vá mal e faça apenas 50% deles, isto é, 18 pontos, o Santos precisaria alcançar a incrível marca de 72,2% de aproveitamento daqui até o final do campeonato (26 pontos) para ainda assim apenas empatar com o clube da capital. Por curiosidade, nem mesmo o Corinthians tem este aproveitamento no campeonato.

Ou seja, a vantagem ainda é muito boa e os pontos somados fora de casa estão servindo para manter a tranquilidade de um time que desencontrou o seu futebol após o término da 19ª rodada.

Tem muito jogo ainda, mas se santistas e gremistas podem sonhar com o título brasileiro, os corintianos têm uma vantagem e tanto para sonhar ainda mais, mesmo com o mau futebol que a equipe vem praticando.

5 comentários em: “A estratégia do ponto-a-ponto: o Corinthians pode jogar com a vantagem debaixo dos braços

  1. Jorge, concordo que a vantagem corintiana é enorme e que o time deve mesmo terminar o ano como campeão.

    Mas escrever que “a equipe tem sabido usar como ninguém a enorme vantagem construída na primeira parte” soou exagerado para mim.

    Penso que o aproveitamento despencou, assim como a qualidade do futebol apresentado e que TÃO SOMENTE pela campanha absurda no primeiro turno é que a história acabará bem para o Corinthians (não por saber administrar o que conquistou, mas pq o que conquistou foi fora da curva e pq tb não tem ninguém com essa bola toda no campeonato).

    Valeu, abração!

  2. Concordo com a crítica do Fernando Prado, acho que não é o Corinthians que tem sabido utilizar a vantagem, pelo contrário, ele vem contando com o fato de os adversários mais próximos também não virem tão bem no campeonato…

    Mas acredito que, embora não venha jogando bem, a péssima fase do Corinthians já passou. Acho que ele seguirá a toada das três últimas rodadas, pontando com frequência, e que aquela fase de três derrotas em quatro partidas já ficou para trás.

  3. Em dezembro quem sera campeão é o Santos.
    Mesmo vocês não querendo ver o que o time esta jogando.
    Dizer que este timinho só vai empatar todas fora e ganhar todas em casa é de uma pretensão de cronista curintiano mesmo
    Quer dizer que este timinho não vai perder mais três jogos neste turno?
    Muita pretensão kkkkkk

Deixe sua opinião e colabore na discussão