A estratégia do ponto-a-ponto: o Corinthians pode jogar com a vantagem debaixo dos braços

Créditos da imagem: ESPN Brasil

O Corinthians alcançou mais um jogo sem vitória. Ao mesmo tempo, no entanto, seguiu por mais uma rodada na liderança, ainda a distantes oito pontos do vice-líder, que deixou de ser o Grêmio desde a rodada retrasada.

O Timão da segunda metade do campeonato não é nem sombra daquele que alcançou o título de melhor clube da era dos pontos corridos em um só turno. Entretanto, a equipe tem sabido usar como ninguém a enorme vantagem construída na primeira parte.

Todo mundo sabe que a fórmula para se conquistar um campeonato de pontos corridos é ganhar em casa e empatar fora. Nos últimos três jogos, foi exatamente isso o que o clube fez. Vitória em casa contra o Vasco e empates fora contra Cruzeiro e São Paulo.

Com a grande vantagem, somar um ponto fora de casa é ótimo, pois no final fará toda a diferença.

Nos próximos três jogos, o time tem pela frente Coritiba em casa, Bahia fora e Grêmio em casa. Seguindo a lógica, fará sete pontos e ficará a pelo menos ainda seis pontos do vice-líder (isso se o Santos passar pelos adversários com 100% de aproveitamento).

A vantagem ainda é tão boa que, em 36 pontos restantes, mesmo que o clube vá mal e faça apenas 50% deles, isto é, 18 pontos, o Santos precisaria alcançar a incrível marca de 72,2% de aproveitamento daqui até o final do campeonato (26 pontos) para ainda assim apenas empatar com o clube da capital. Por curiosidade, nem mesmo o Corinthians tem este aproveitamento no campeonato.

Ou seja, a vantagem ainda é muito boa e os pontos somados fora de casa estão servindo para manter a tranquilidade de um time que desencontrou o seu futebol após o término da 19ª rodada.

Tem muito jogo ainda, mas se santistas e gremistas podem sonhar com o título brasileiro, os corintianos têm uma vantagem e tanto para sonhar ainda mais, mesmo com o mau futebol que a equipe vem praticando.

5 comentários em: “A estratégia do ponto-a-ponto: o Corinthians pode jogar com a vantagem debaixo dos braços

  1. Jorge, concordo que a vantagem corintiana é enorme e que o time deve mesmo terminar o ano como campeão.

    Mas escrever que “a equipe tem sabido usar como ninguém a enorme vantagem construída na primeira parte” soou exagerado para mim.

    Penso que o aproveitamento despencou, assim como a qualidade do futebol apresentado e que TÃO SOMENTE pela campanha absurda no primeiro turno é que a história acabará bem para o Corinthians (não por saber administrar o que conquistou, mas pq o que conquistou foi fora da curva e pq tb não tem ninguém com essa bola toda no campeonato).

    Valeu, abração!

  2. Concordo com a crítica do Fernando Prado, acho que não é o Corinthians que tem sabido utilizar a vantagem, pelo contrário, ele vem contando com o fato de os adversários mais próximos também não virem tão bem no campeonato…

    Mas acredito que, embora não venha jogando bem, a péssima fase do Corinthians já passou. Acho que ele seguirá a toada das três últimas rodadas, pontando com frequência, e que aquela fase de três derrotas em quatro partidas já ficou para trás.

  3. Em dezembro quem sera campeão é o Santos.
    Mesmo vocês não querendo ver o que o time esta jogando.
    Dizer que este timinho só vai empatar todas fora e ganhar todas em casa é de uma pretensão de cronista curintiano mesmo
    Quer dizer que este timinho não vai perder mais três jogos neste turno?
    Muita pretensão kkkkkk

Deixe uma resposta para José Gomes Leal Cancelar resposta