Quando a maior humilhação é o de menos – o calvário do “mais que um clube”

Um resultado trágico como 7 a 1 ou 8 a 2, entre equipes grandes. nunca é previsível. Porém, em determinadas circunstâncias, não chega a surpreender. Especialmente quando um grande acúmulo de erros passa despercebido em fases anteriores, ou é duramente Leia mais… »

Estando ruim para todas as partes, Neymar Junior Paris Agora…

Encerradas as tentativas do Barcelona para trazer Neymar de volta ao clube, é possível ressaltar como uma contratação vultosa e logicamente justificável (ao menos para jogador e contratante) conseguiu, em dois anos, dar errado para todos os envolvidos. Por responsabilidade Leia mais… »