Sobre Jesus e Renato Maurício Prado: festim estrambólico – ou “conta outra, Gian!”

Jorge Jesus voltou a ser unanimidade. Só que ao contrário. Foi parte de uma trama tão inteligente quanto comprar a Praça da Sé no Mercado Livre. Já começou disfarçando mal, com a desculpa de vir pro Carnaval de abril. Maio Leia mais… »

As aparências – e até vitórias – enganam (mas não para sempre)

O leitor perdeu a conta de quantas vezes leu ou escutou sobre o “ótimo trabalho” de um técnico nos primeiros jogos, com este sendo detonado (até demitido) semanas depois. Renato Gaúcho, tema da ótima coluna do colega Jorge, é o Leia mais… »

Palmeiras x Flamengo: A Glória Eterna – ainda que por pouco tempo…

Palmeiras e Flamengo, últimos campeões continentais, encontram-se para uma espécie de tira-teima. Final realmente atípica, a começar pelo intervalo inédito desde a semifinal. Nestes dois meses, o rendimento das equipes variou tanto que, a cada semana, a imprensa trocava de Leia mais… »

Renato Gaúcho esteve a um passo do céu; dois meses depois, a máscara caiu

Basta um clique no Google com o nome de Renato Gaúcho e Seleção Brasileira para viajar até o meio deste ano e ver notícias de que o treinador estava muito cotado para assumir o lugar de Tite no banco da Leia mais… »

Nenhum técnico é bom o suficiente para o Flamengo. Jesus seria, se tivesse continuado?

Após alguns resultados flamenguistas decepcionantes, que sugerem o natural encerramento de uma rotina de goleadas em série absolutamente fora do normal, Renato Gaúcho começa a receber as primeiras críticas na Gávea. O Flamengo tradicionalmente tem essa bipolaridade, com seus personagens Leia mais… »

O Flamengo não conhecia Dome. Conhece Rogério?

Era apenas leitor recente do site, quando pediram para escrever sobre o trabalho do então demitido treinador Rogério Ceni no SPFC. Expus as precipitações e as inconsistências que culminaram com a queda. Três anos e quatro meses depois, Rogério chega Leia mais… »

Pedro – pra ir além da conversa fiada, só de avião.

As mesas redondas e programas de bate-papo esportivo são repletas de conversas rasas e bipolares. Há um mês, houve revolta com a titularidade de Pedro no lugar de Gabigol, elevado a Messi em território doméstico. Ontem, o mesmo Pedro já Leia mais… »